Cassandra Daphné

Ir em baixo

Cassandra Daphné

Mensagem por .Scarlet em Sex Ago 05, 2016 11:38 pm

Cassandra Daphné


"Get caught in my Spider Dance."


Idade: 19.
Sexo: Feminino.
Altura: 1,75m.
Peso: 57kg.
Clã: --
KG: Roku no Ude.

Características Psicológicas: Desde que eu me entendo por gente, eu carrego essa personalidade forte comigo, entende? Não é nada que realmente me surpreenda, parece que já nasci carregando tais traços. Não que eu não goste de tais características, é claro. Bem, meu querido pai sempre me disse que, como uma donzela, se eu me comportasse bem, poderia ter tudo o que quisesse em minhas mãos — enquanto minha mãe, ensinara-me a como manter-me alerta aos homens e seus desejos. No fim, juntei um pouco de todas as lições de minha infância com minha própria personalidade, e então, surgira essa fusão de egocentrismo, narcisismo, elegância e... Deboche? É, considere isso.

No começo, quando meus pais finalmente perceberam a filha que tinham, ficaram um pouco amedrontados. Contrataram professoras de etiqueta, profissionais na área do comportamento humano, tudo o que podiam cobrir para que eu voltasse a andar pelos trilhos. Mas já estava feito. Todas essas consultas e aulas me fizeram desenvolver uma capacidade de entender e manipular o psicológico das pessoas após fazer um estudo sobre suas personalidades. Há aqueles que são estereotipados, seguem sempre na mesma linha — e na minha opinião, os mais fáceis de serem controlados —. Infelizmente, meu pai era um deles, e não foi muito desafio tê-lo em minhas mãos, uma peça comum, digamos que... tenha caído na minha teia.

Características Físicas: Sobre meu físico, devo dizer que a genética de meus pais deram fruto a algo próximo à divindade; traços finos e delicados compõem meu rosto — não sei se começo pelo nariz perfeitamente sublime e levemente empinado ou os lábios superficialmente desenhados de maneira a destacá-los encantadoramente em minha face. Bem, talvez o cabelo seja uma boa opção: grandes mechas completamente negras e lisas, sempre bem penteadas e hidratadas. Às vezes costumo usá-lo preso num coque, ou somente solto, por excessão de uma ou duas regiões do cabelo trançadas elegantemente.

Ah, o corpo... bem, durante muito tempo, devo admitir, tive um complexo com minhas curvas. Isso se dá pelo fato das mulheres em minha família normalmente não possuírem seios fartos, ou glúteos chamativos — até perceber que eu poderia ser sensual sem precisar de um par de peitos enormes ou uma traseira hipnotizante. Ainda assim, minha clávicula definida se destaca em meu corpo, e minhas pernas, devo dizer, possuem curvas que me fazem ter orgulho. Bem, talvez eu deva contar algo que, para muitos é realmente assustador: minha linhagem sanguínea faz com que eu tenha dois pares de braços a mais. Sim, não é algo comum por aí, mas eu não me envergonho deles — apenas os oculto para que minha origem fique segura, se é que me entende.

Vestimentas: Costumo trajar um longo vestido negro sem muitos detalhes, apenas algo que se ajuste ao meu corpo por baixo do manto branco e chalé que utilizo para manter meus membros superiores ocultos. Não, não é muito difícil movê-los ali dentro, pelo contrário — há espaço o suficiente até mesmo para guardar alguns equipamentos comigo. Em minha cabeça, normalmente acoplado ao cabelo, carrego uma espécie de coroa, muito chamativa por sinal: dourada, com duas grandes protuberâncias curvadas que assemelham-se à chifres e um contorno que deixa-lhe radiante como o próprio sol.

Em algumas ocasiões, opto por usar apenas um leque formal aveludado para prender meus cabelos. Acredite, eu amo a sensação de abrí-lo e abanar meus longos cabelos com ele.

Vila natal: Iwagakure.
Vila atual: Iwagakure.
Elemento inicial: Doton.
Atributos:

  • Força: 01
  • Resistência Corporal: 01
  • Resistência Mental: 01
  • Destreza: 01
  • Agilidade: 04
  • Velocidade dos Selos: 01
  • Percepção: 01
  • Inteligência: 05
  • Carisma: 03
  • Sorte: 01
  • Determinação: 01
  • Controle do Chakra/Stamina: 10


História:
Spoiler:
Nascida em berço de ouro, Momoe era uma ninja muito dedicada pertencente à Iwagakure, sempre fazendo missões por sua amada vila e respeitando seus superiores como bem deveria ser. Subiu rápido nas graduações shinobi, chamou atenção, honrou seu nome como deveria ser feito. Sempre compromissada, executando missões cruciais para o país, quebrando sempre os mesmos tabús que colocavam-se em seu caminho — uma kunoichi memorável. Entretanto, tudo isso foi deixado de lado quando se apaixonou por um shinobi em uma missão que fora concluir em nome de Iwa. Um filho de camponeses do País do Chá, muito humilde, sequer sabia como utilizar técnicas ninja direito, apenas fazia seu trabalho pelas plantações.

Casaram-se. Momoe teve uma filha. Cassandra surgiu.

Já era esperado que a criança herdasse a linhagem sanguínea da progenitora: braços a mais do que o comum foram a divisória da garota para com o "mundo lá fora". A mãe tinha medo da prole ser julgada, dada como uma monstruosidade, e por isso, criou-a dentro de sua casa. O fruto de suas diversas missões concluídas em nome da vila era colhido junto de suas raízes então: pôde mimar Cáss como pôde, dando-lhe tudo o que pedia, e contratando professores particulares. Desde cedo, a garota se sobressaía em muitas atividades comuns para sua idade, e foi adiantada, adiantada... até que finalmente teve de frequentar a academia ninja. E disso não teria como fugir.

Momoe com toda sua preocupação maternal opôs-se ao caminho da filha. Adiou por alguns anos o começo de suas aulas, e lhe concedeu vestes para que pudesse esconder os braços. Depois de dois anos a mais do que o comum para dar inicio às aulas, Cassandra iniciou seu caminho para tornar-se uma Gennin. Não foi muito complexo: conseguia compreender as matérias sem dificuldade, e após aprender na teoria, a prática das técnicas básicas tornava-se extremamente fácil para a garota. Quando revelou seus braços a mais em sala de aula, ganhou a fama que queria: bajulada por alguns, tida como aberração por outros — não importava, aquilo era um traço dela, e esta se orgulhava disso. Achava-se superior. E foi aí que tudo desencadeou na garota.

Em casa, as coisas já não eram mais as mesmas. Momoe que cuidou de sua filha com todo o carinho e dedicação, recebeu apenas o egocentrismo de Cassandra em volta. A sua personalidade havia se despertado. No começo, pensaram que era apenas rebeldia de pré-adolescência, tudo nos conformes, mas, quando a garota começou a ordenar para que seus pais lhe obedecessem ao invés do contrário, medidas tiveram de ser tomadas. Professores de etiqueta foram contratados, Cassandra foi massacrada com diversas consultas e aulas, além dos profissionais que avaliavam seu psicológico e detalhavam soluções para os pais. No fim, nada adiantou, nenhum deles conteve Cassandra, apenas agravaram o caso.

"Todas essas consultas e aulas me fizeram desenvolver uma capacidade de entender e manipular o psicológico das pessoas após fazer um estudo sobre suas personalidades." — A melhor definição.

Quando Keshen, o pai da garota, não aguentou mais toda aquela ousadia e tirania de Cassandra, ameaçou-a de cancelar sua inscrição na academia ninja. Pois a garota se vingou. Fez a maior atuação que pôde para convencer sua mãe de que seu pai a agredia e fazia coisas ainda piores, e pasmem, a jovem Daphné teve muitas provas forjadas para tal. Momoe caiu na manipulação da prole: ultrajada, brigou com o próprio marido, e o expulsou de casa. A partir daí, desenvolveu um quadro de síndrome do pânico quando a própria filha começou a torturá-la psicológicamente com histórias sobre o pai: como ela havia deixado a própria filha sofrer tanto nas mãos do homem? Numa manhã qualquer, quando Cassandra procurou pela mãe em casa, achou apenas a carta de despedida da mulher, que pelo que dizia, havia se mudado para um outro lugar e que a filha não a procurasse. Levara um pouco de seus bens consigo e deixara o suficiente para que a adolescente conseguisse viver sozinha.

Cassandra sentiu-se vitoriosa. Os anos se passaram, realizou estudos extras. Amadureceu morando sozinha, tornou-se independente, focou-se apenas no que mais almejava — em atingir o ponto mais alto que conseguisse como uma kunoichi, em ter o seu próprio império.

Como havia acontecido com seus pais, prometeu que, qualquer um que ficasse em seu caminho, cairia em sua teia. Nada poderia parar sua ascensão.



OFF: Bem, não cheguei a ver se tem algum sistema contribuindo com bônus aos jogadores que possuírem Roku no Ude, sendo assim, distribuí meus pontos normalmente. Btw, era apenas isso mesmo, espero que o resto estejam nos conformes e que tenhamos uma boa jogatina (;


Última edição por .Scarlet em Sab Ago 06, 2016 2:22 am, editado 1 vez(es)
avatar
.Scarlet

Mensagens : 27
Data de inscrição : 05/08/2016

Ficha do personagem
HP:
350/3350  (350/3350)
Chakra:
650/650  (650/650)
Stamina:
600/600  (600/600)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cassandra Daphné

Mensagem por Raadam em Sex Ago 05, 2016 11:47 pm

Pode iniciar o RPG criando sua residência.




---
avatar
Raadam

Mensagens : 417
Data de inscrição : 07/03/2016

Ficha do personagem
HP:
400/400  (400/400)
Chakra:
1150/1150  (1150/1150)
Stamina:
600/600  (600/600)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cassandra Daphné

Mensagem por Admin em Sex Ago 05, 2016 11:47 pm

O membro 'Raadam' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'SANGUE' :
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 385
Data de inscrição : 05/03/2016

Ver perfil do usuário http://slegends.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cassandra Daphné

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum